Curiosidades

10 CURIOSIDADES SOBRE A PROCLAMAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA


1. Quando D. João partiu do Rio de Janeiro e voltou para Portugal, em 1821, deixou seu filho, o príncipe herdeiro D. Pedro, como regente. Durante sua regência, a corte portuguesa queria recolonizar o Brasil, e passou a exigir a volta de D. Pedro. Se ele voltasse, o Brasil retornaria à condição de colônia. Para convencer D. Pedro a permanecer, o presidente do Senado José Clemente Pereira entregou ao príncipe milhares de assinaturas que pediam que não partisse. Cedendo às pressões, no dia 9 de janeiro de 1822, D. Pedro decidiu permanecer no Brasil. Disse a célebre frase “Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico”, e por isso a data ficou conhecida como Dia do Fico.

2. Leopoldina estava no comando do Brasil desde o dia 13 de agosto quando Pedro I fez sua famosa viagem à província de São Paulo, em 1822, que terminou com a proclamação da Independência no dia 7 de setembro. Leopoldina convocou o Conselho de Estado e decidiu, junto com os ministros, pela separação definitiva entre Brasil e Portugal. Ela tomou sua decisão depois das últimas deliberações do governo português que, entre outras medidas, exigia a ida imediata do casal real para Lisboa e ameaçava dissolver o reino brasileiro com a instalação de juntas governamentais em todas as províncias. Leopoldina e José Bonifácio mandaram a São Paulo um mensageiro com as notícias.

3. Ao receber a correspondência, Pedro percebeu que Portugal o rebaixava a mero delegado das Cortes, limitando sua ação às províncias onde já exercia autoridade efetiva. Em sua carta, José Bonifácio comunicava que, além dos 600 soldados lusos já desembarcados na Bahia, mais 7 mil estavam em treinamento para consolidar o domínio português no Norte do Brasil. Um ataque contra o Governo da Regência completaria os planos portugueses.

4. Pedro contou as novidades aos que o acompanhavam e disse: “Eles o querem, terão a sua conta. As cortes me perseguem, chamam-me com desprezo de rapazinho ou de brasileiro. Pois verão quanto vale o rapazinho. De hoje em diante estão quebradas as nossas relações. Nada mais quero do governo português, e proclamo o Brasil para sempre separado de Portugal!”

5. O tenente Canto e Melo pediu aos homens da guarda do imperador que se aproximassem. Deu vivas ao Brasil independente, a Dom Pedro e à liberdade. O imperador desembainhou a espada: “Pelo meu sangue, pela minha honra, pelo meu Deus, juro fazer a liberdade do Brasil”. Ele embainhou novamente a espada, gesto repetido pela guarda. À frente da comitiva, disse a célebre frase: “É tempo. Brasileiros, a nossa divisa hoje em dia será Independência ou morte! Estamos separados de Portugal!”

6. O “Independência ou Morte” foi proclamado às 16h30 do dia 7 de setembro de 1822.

7. Seguindo o exemplo do príncipe, os membros da comitiva jogaram fora suas braçadeiras azuis e brancas – símbolo de fidelidade a Portugal – e o grupo inteiro seguiu às pressas para São Paulo, onde a notícia do fato se espalhou rapidamente. No Palácio do Governo, Dom Pedro rabiscou um molde da frase “Independência ou Morte” e mandou providenciar um ourives para cunhá-la. Confiou o Governo de São Paulo a uma junta e partiu para o Rio de Janeiro no dia 9. Cobriu em apenas 5 dias a distância de 576 km. Na noite seguinte, quando entrou no Teatro São João em companhia de Leopoldina, a faixa verde com a divisa “Independência ou Morte” em dourado destacava-se na manga do seu traje. Era o símbolo da emancipação.

8. Pedro e Leopoldina consolidaram a independência lutando pelo reconhecimento dos dirigentes de outras nações, inclusive junto a seu pai, Francisco I, o poderoso imperador da Áustria, e nada menos do que o líder da Santa Aliança, coligação criada pelos principais monarcas europeus com o declarado objetivo de combater os ideais liberais, sobretudo aqueles propagados pela Revolução Francesa.

9. O Brasil pagou 2 milhões de libras a Portugal pela Independência. Pedro não pediu nenhuma possessão portuguesa – caso de Angola, na África, cuja elite quis fazer parte do Império do Brasil para facilitar o tráfico de escravos. Pedro disse não.

10. A Casa do Grito é uma das atrações do Parque da Independência, em São Paulo. Feita em taipa, seria a mesma que aparece no quadro de Pedro Américo quando Dom Pedro proclamava a Independência, mas há controvérsias sobre isso. De 1911 a 1936, ela foi habitada pela família Tavares de Oliveira, que acabou desapropriada pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura. A Casa do Grito passou por diversas reformas para ficar semelhante à que aparece no quadro. Ela é considerada um exemplar típico da moradia do século XIX.

Curiosidades

Encontro do Tinder termina com cocô pela janela

Inglês havia marcado encontro por aplicativo de relacionamentos, mas se surpreendeu com o resultado final do jantar com a sua pretendente

Quem usa aplicativos de relacionamento sabe que as conversas que são iniciadas pelos apps podem terminar em diversas surpresas, sejam ela agradáveis ou, infelizmente, terríveis. No caso do britânico Liam Smyth, seu encontro com uma jovem que conheceu no Tinder se tornou realmente inesquecível, mas não pelos bons motivos.

Os dois foram jantar em um restaurante, e a conversa foi tão boa que o encontro foi estendido à casa de Liam, até que o intestino da mulher resolveu participar também. A parceira pediu licença para ir ao banheiro – até aí tudo bem, essas coisas acontecem –, mas voltou para o inglês em choque.

“Eu fui fazer cocô no seu banheiro”, disse a jovem para Liam. “E ele não foi pela descarga. Eu não sei porque fiz isso, mas eu entrei em pânico. Eu peguei o cocô, enrolei em um papel e o joguei pela janela.”

Liam escutou tudo sem se indignar e ainda propôs à parceira que os dois fossem até o jardim para “resgatar” o cocô, jogá-lo fora e fingir que toda a confusão nunca havia acontecido. O problema é que a janela que a mulher usou não dá para o jardim, mas para uma abertura envidraçada no banheiro do inglês. O objeto, então, ficou lá, preso entre a janela e o outro vidro. Confira abaixo:

Após cocô não descer pela descarga em encontro, jovem decidiu enrolá-lo em papel e jogá-lo pela janela – o que deu errado, já que ela não era aberta

Solução

Liam já procurava por um martelo para quebrar o vidro quando a parceira teve uma “genial” ideia. Como ginasta amadora, ela estava convencida de que poderia entrar por uma abertura da janela da frente, se encaixar no espaço entre os dois vidros e pegar o cocô.

Primeiro, foram os braços, depois, a cabeça, o tronco e nada mais, nem pra frente, nem pra trás, porque a jovem ficou presa. Presa, de cabeça para baixo, em um espaço reduzido entre dois vidros.

Foram 15 minutos nessa posição, sem conseguir sair. Liam começou a se preocupar com a saúde da parceira, então decidiu chamar por ajuda especializada. Em poucos minutos, os bombeiros chegaram. Foram mais 15 minutos até que a mulher pudesse ser removida da janela.

Não termina por aí

A história do encontro desastroso de Liam não termina aí, entretanto. Para conseguir tirar a mulher da janela, os bombeiros precisaram destruir a janela do banheiro. Para reparar o estrago, nada mais, nada menos que £300, o que equivale a mais de R$1,2 mil. “Como um estudante de pós-graduação, esse é um pedaço significativo do meu orçamento. Na verdade, esse é meu orçamento mensal”, escreveu Liam no site GoFundMe.

O inglês decidiu criar uma campanha de financiamento coletivo nesta terça-feira (5) para arrecadar o valor que precisa para arrumar a janela. Em apenas sete horas, Liam não conseguiu apenas os £300 que precisava, mas £835, o equivalente a quase R$3,4 mil. Na página da campanha, ela avisou que doará o dinheiro a mais para instituições de caridade – incluindo a dos bombeiros que o ajudaram.

Fonte: Delas 

 

 

Tecnologia

Supercomputador brasileiro pode ser desligado em outubro por falta de dinheiro

O supercomputador brasileiro Santos Dumont corre risco de ser desativado em outubro por falta de verba, segundo reportagem do G1. É isso o que disse Augusto Gadelha, diretor do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), citando um corte de 44% no orçamento da instituição.

O Santos Dumont é o supercomputador mais potente da América Latina – sua potência é similar à de 10 mil notebooks de ponta ligados simultaneamente. É também o único supercomputador brasileiro que aparece na lista das 500 máquinas mais potentes do mundo.

Inaugurado em janeiro de 2016, custou R$ 60 milhões e atualmente é usado por 350 pessoas em cerca de 100 pesquisas científicas envolvendo doenças como zika, alzheimer e câncer.

De acordo com Gadelha, o supercomputador consome R$ 6 milhões por ano, e o orçamento do LNCC para 2017 é de R$ 9 milhões após os cortes de dinheiro – era para o laboratório receber R$ 16 milhões.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) diz que trabalha para conseguir repassar os R$ 16 milhões previstos para o LNCC continuar funcionando no ano.

Não é a primeira vez que a falta de recursos coloca em risco o funcionamento do supercomputador brasileiro: o Santos Dumont foi desligado em junho de 2016 pelo mesmo motivo. Além de atrasar o avanço das pesquisas científicas, o desligamento da máquina também pode causar danos ao equipamento.

Conheça o Santos Dumont :

O supercomputador Santos Dumont (SDumont), adquirido junto a empresa francesa ATOS/BULL, está localizado na sede do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), em Petrópolis-RJ, atuando como nó central (Tier-0) do Sistema Nacional de Processamento de Alto Desempenho – SINAPAD.

O SDumont possui capacidade instalada de processamento na ordem de 1,1 Petaflop/s (1,1 x 1015 float-point operations per second), apresentando uma configuração híbrida de nós computacionais, no que se refere à arquitetura de processamento paralelo disponível.

O SDumont possui um total de 18.144 núcleos de CPU, distribuidos em 756 nós computacionais (24 núcleos por nó), dos quais são compostos, na sua maioria, exclusivamente por CPUs com arquitetura multi-core. Há, no entanto, quantidade adicional significativa de nós que, além das mesmas CPUs multi-core, contém tipos de dispositivos com a chamada arquitetura many-core: GPU e MIC. Além disso, o SDumont é dotado de um nó diferenciado, o MESCA2, com número elevado de núcleos (240) e arquitetura de memória compartilhada de grande capacidade (6 Tb em um único espaço de endereçamento). Uma descrição detalhada da configuração dos nós do SDumont é apresentada a seguir.

  • 504 Nós de computação B710 (thin node), onde cada nó possui

    • 2 x CPU Intel Xeon E5-2695v2 Ivy Bridge, 2,4GHZ

    • 24 núcleos (12 por CPU), totalizando de 12.096 núcleos

    • 64GB DDR3 RAM

  • 198 Nós de computação B715 (thin node) com GPUs K40, onde cada nó possui:

    • 2 x CPU Intel Xeon E5-2695v2 Ivy Bridge, 2,4GHZ

    • 24 núcleos (12 por CPU), totalizando de 4.752 núcleos

    • 64GB DDR3 RAM

    • 2 x Nvidia K40 (dispositivo GPU)

  • 54 Nós de computação B715 (thin node) com co-processadores Xeon Phi, onde cada nó possui:

    • 2 x CPU Intel Xeon E5-2695v2 Ivy Bridge, 2,4GHZ

    • 24 núcleos (12 por CPU), totalizando de 1.296 núcleos

    • 64GB DDR3 RAM

    • 2 x Xeon PHI 7120 (dispositivo MIC)

  • 1 Nó de computação MESCA2 com memória compartilhada de grande capacidade (fat node):

    • 16 x CPU Intel Ivy, 2,4GHZ

    • 240 núcleos (15 por CPU)

    • 6 TB de RAM

Os 756 nós do SDumont são interligados por uma rede de interconexão Infiniband FDR, com as seguintes configurações técnicas:

  • 1.944 portas

  • 58Gb/s e 0,7us por porta

  • Banda passante total = 112.752 Gb/s

  • Vazão por porta = 137 milhões de mensagens por segundo

Por fim, o SDumont dispõe de um sistema de arquivos paralelo Lustre, integrado a rede Infiband, com capacidade bruta de armazenamento da ordem de 1,7 PBytes, bem como um sistema de arquivos secundário com capacidade bruta de 640 TBytes.

Notícias

Comando Vermelho expulsa mulheres do Bonde e impede visitas íntimas

Integrantes do Comando Vermelho, facção criminosa que disputa o controle do

Portaria unificada do Complexo Penitenciário São Luís, em Pedrinhas

tráfico de drogas com o Bonde dos 40, em São Luís, expulsaram, na manhã deste domingo, um grupo de mulheres que estava alojado em quartos de aluguel vizinhos ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Elas pernoitariam no local e ao amanhecer fariam a visita íntima semanal aos companheiros presos, mas foram impedidas pela quadrilha rival. O caso pode ser um prenúncio de mais carnificina no sistema prisional maranhense.

Áudios de conversa de uma das mulheres expulsas encaminhados com exclusividade ao blog do Estado revelam a invasão aos quartos, que aconteceu por volta das 6h. Segundo ela, os bandidos do CV penetraram os cômodos depois de saber que estes abrigavam companheiras de inimigos. Armados e cheirados (sob o efeito de cocaína), eles afugentaram todas as ocupantes, que todos os sábados costumavam dormir nos imóveis para estar cedo na penitenciária, aos domingos.

“Foi um corre-corre. Quem estava vestida estava. Quem não estava (vestida), a brecha que eles deram saiu correndo. A gente meteu o pé no portão da mulher e saímos (sic) varada”, relatou. Ela contou que os detentos que aguardavam a visita das companheiras já estão sabendo o que aconteceu e que o roubo à mãe de um dos presos ligados ao Bonde dos 40 e o chute na comida que ela levaria ao filho na cela acirrou ainda mais os ânimos.

Vingança

O blog do Estado apurou, ainda, que líderes do Bonde dos 40 estão fazendo sucessivas reuniões para decidir que tipo de ação a facção fará para se vingar do ato cometido pela quadrilha rival.

A vingança deve ser perpetrada dentro do complexo penitenciários e nos bairros onde os dois grupos criminosos travam uma disputa sangrenta por território.

 

Fonte: blog do Estado

Notícias

Funcionário fantasma de Neto Evangelista ostenta vida de luxo

Agora o close foi certo… O secretário de estado de desenvolvimento social do Maranhão, o deputado estadual licenciado Neto Evangelista (PSDB) mantém vários servidores fantasmas na folha de pagamento da pasta.

Patrocinador de arraial de funcionário fantasma, o tucano vive seu pior momento na vida pública, envolvidas de escândalos e decadência na gestão à frente da SEDES.

O funcionário fantasma da pasta, o jovem Romário Ranoan Campos Texeira, assessor júnior, vem recebendo desde de 01 de junho do ano passado, sem pisar os pés na secretária, vive uma vida de luxo através dos cofres públicos do estado do Maranhão.

É baladas, restaurantes, viagens entre outros ostentação tudo pago com o dinheiro da secretária, o jovem ostentar uma vida de luxo nas redes sociais.

Notícias

BOMBA, BOMBA, BOMBA: Neto Evangelista patrocina Arraial de Funcionário Fantasma no Bairro da Alemanha

O blog recebeu uma denúncia sobre as farras do dinheiro público nos festejos juninos, desta vez, no Bairro da Alemanha. Segundo informações, o Arraial do Close pertence a um funcionário fantasma na Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado (SEDES), e foi apoiado pelo então secretário, Neto Evangelista.

A situação veio à tona depois de vários funcionários da secretaria ficarem enciumados por conta de toda estrutura dada ao funcionários, que segundo denunciantes, o titular do arraial,Ranoan Campos, não pisa na secretaria desde o ano passado, e só vai “assinar o ponto”.

Segundo os denunciantes o titular do Arraial dedica seu tempo de forma integral ao “canal do close” , que és a atividade principal do funcionário, e este, estaria recebendo indevidamente os proventos .

Agora, o Blog irá acompanhar de perto a situação, e espera que os órgãos competentes possam tomar alguma providência , ressarcindo ao erário público.

Notícias

BLOG DE PINHEIRO TENTA A TODO CUSTO ATINGIR GESTÃO MUNICIPAL

Na Sessão da manhã de hoje da Câmara de Vereadores de Pinheiro, o plenário José de Arimateia Nunes discutiu, votou e conforme estabelece o regimento interno da casa legislativa, reprovou um requerimento do Vereador Beto de Ribão (PSD) que não obteve a maioria simples dos votos dos parlamentares presentes. O processo descrito à cima pertence ao rito normativo que é exercido regularmente em todas as sessões de todas as câmaras municipais do Brasil.

Afirmativa defendida no parágrafo inicial é em tom de resposta aos blogs alinhados ao ex-prefeito de Pinheiro que agora, por conveniência, criticam ações que antes eram defendidas ou simplesmente abafadas. Entrando no mérito da questão, o teor contido em um embaralhado requerimento do vereador Beto, tinha por finalidade convidar o Secretário de Meio Ambiente, representante do Ministério Público e representante do CREA para serem sabatinados a respeito dos aterros quem vem ocorrendo há anos nos campos de nossa cidade.

Inicialmente é importante esclarecer ao leitor o seguinte: o voto contrário dos vereadores que não aprovaram o requerimento, não os exime da responsabilidade de fiscalizar esse ou outro tema de interesse público, no entanto, aos “alarmadores” da blogosfera que ora se debruçam sobre todo e qualquer assunto que venha, de qualquer maneira, atingir a administração ou os vereadores que compõe a base governista, cabe apenas uma indagação: por qual razão, apenas agora, sobretudo hoje, se tornou crime aterrar terrenos dos campos de Pinheiro sendo que isto sempre ocorreu na gestão do ex-prefeito de Pinheiro?

Em toda extensão de ruas que interligam bairros da cidade que tem como referência geográfica os campos de Pinheiro, sofrem ou já sofreram interferências de aterros de populares que seguramente, a grande maioria desses terrenos pertencem ao ex-prefeito ou seus aliados.

A Secretaria de meio ambiente, para desespero de muitos, está formulando um criterioso estudo, mensurando os impactos ambientais, estabelecendo regras, limites e confrontando arquivos documentais de escrituras de terrenos situados a beira dos campos de Pinheiro, após esse diagnóstico pronto, deve haver uma audiência pública onde o Secretário de Meio Ambiente e demais autoridades afins estarão presentes esclarecendo todas as dúvidas a cerca do tema.

Antes disso, a movimentação da oposição não passa do que é. Resquícios de uma afrontosa derrota ainda não digerida por aqueles que ainda não se acostumaram com a ausência do poder.

Notícias

O SILVIO SANTOS VEM AÍ: “ACHO QUE VOU ME CANDIDATAR” DIZ SILVIO SOBRE PRESIDÊNCIA. SERÁ?

Resultado de imagem para SILVIO SANTOS

Durante a gravação do Programa Silvio Santos, que irá ao ar no próximo domingo, 21, no SBT, o apresentador Silvio Santos fez comentários bem-humorados sobre uma possível ‘candidatura’ ao mundo político: “Eu não estava mais pensando em política, mas, depois que o Luciano Huck se candidatou, eu fiquei muito chateado e eu acho que vou me candidatar. Pois eu estou com 86 anos, estou muito mais maduro, tenho agora decisões muito mais adultas e estou convencido que o governo na minha mão seria um governo de total felicidade para as pessoas menos favorecidas”.

Silvio fez referência aos recentes indícios de que o apresentador do Caldeirão possa se lançar como candidato à presidência da república nos próximos anos.

“Eu estou pensando seriamente, pois o Luciano Huck está fazendo cócegas na minha consciência. Se o povo poderá votar em Luciano, poderá votar em mim, porque eu sou aquele presidente que dirá que os ricos sejam menos ricos e os pobres menos pobres”, complementou o apresentador.

Não seria a primeira vez que o apresentador almejaria o cargo, já que, em 1989, ele lançou-se como candidato à presidência, enfrentando problemas que acabaram não permitindo que sua candidatura fosse em frente.

Durante o programa, Silvio ainda interagiu com humoristas que interpretam personagens satirizando os ex-presidentes Dilma e Lula, Mila Ribeiro e Ênio Vivona.

Notícias

INDÍCIOS DE FRAUDE: PERITO DETECTOU 14 “CORTES” EM ÁUDIO DE CONVERSA ENTRE TEMER E EMPRESÁRIO

O perito extrajudicial e judicial Marcelo Carneiro de Souza afirmou nesta sexta-feira, 19, ao Estado ter identificado “fragmentações” em 14 momentos na gravação, isto é, pequenos cortes de edição no áudio da conversa entre o presidente Michel Temer (PMDB) e o empresário Joesley Batista, dono da JBS. A constatação vai ao encontro da suspeita levantada pelo advogado criminalista Antônio Cláudio Mariz de Oliveira sobre a integridade do material. “Soubemos que a fita foi editada e isso é gravíssimo”, afirmou Mariz ao Estado.

O detetive, que afirmou ter feito um exame preliminar, não encontrou cortes entre o 6.º e o 12.º minutos, o intervalo de tempo em que se falou sobre o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). “Para se chegar a uma conclusão definitiva, é necessário analisar o material onde a mídia foi armazenada, nesse caso, o gravador. Verificar se esse material foi devidamente acondicionado ou se, por exemplo, ficou largado em algum local que poderia danificá-lo. Precisaria fazer uma transcrição fiel. E, para ter certeza da identidade dos dois locutores, o ideal ainda seria fazer um exame de confronto de voz”, disse Souza.

Os 14 trechos em que o perito encontrou possíveis edições estão entre o 14.º minuto e o 34.º minuto do áudio. “Na despedida dos dois, inclusive, há um corte grotesco, que um amador poderia perceber”, disse o perito.

O perito e professor da Unicamp, Ricardo Molina, que disse não ter ouvido o áudio inteiro, criticou outros pontos, como a mudança no nome do arquivo original. “Não é saudável trocar o nome do arquivo justamente para saber de qual gravador saiu”, afirmou Molina.

Questionado se o “corte” de algum trecho da conversa teria sido feito pela Procuradoria-Geral da República, Mariz preferiu a cautela e disse que jamais levantaria suspeitas sem provas. “A perícia vai nos dar indícios tanto sobre a edição quanto sobre a autoria. Quando soubermos, não teremos escrúpulos em denunciar”, declarou o advogado.